Informações

Começa em: 04/03/2021 as 20:00:00
Termina em: 04/03/2021
Carga Horária: 1 horas
Público Alvo: Artistas Independentes, Coletivos, Comunidade, Educadores/Professores
Área: Cidadania e Território, Direitos Humanos, Educação, Projetos
Projeto: Usina dos Atos
R$ 0.00

 

Nos próximos dias 04, 11 e 18 de Março, sempre às 20h00, o Coletivo Usina dos Atos realizará um ciclo de lives sobre: Artes e Periferia - Perspectivas da Pandemia, uma sequência de três encontros virtuais com integrantes do Coletivo e convidades do setor cultural paulistano.

A ideia é propor um tempo para dialogarmos sobre o momento pandêmico em que nos encontramos no Brasil desde Março de 2020, que reconfigurou as rotinas e vivências de toda a população, afetando drasticamente a classe trabalhadora, inclusive àquela que sempre teve no encontro com o público, o seu fazer - a classe artística.

O foco das três conversas é evidenciar as várias dimensões quanto aos hábitos, necessidades, possibilidades e rotinas do trabalhador da cultura, especialmente o artista periférico, procurando destacar suas especificidades neste momento de quarentena. 

 

LIVE 1 – 04/03/21

COTIDIANO

Paulo Reis do Coletivo Usina dos Atos abrirá o ciclo de lives, recebendo a Diretora Artística e Atriz Ellen de Paula e o Gestor e Produtor Cultural Gil Marçal, para bater um papo sobre o corre diário do artista periférico antes mesmo da pandemia, buscando entender as particularidades do fazer artístico independente paulistano e como se deu o primeiro impacto de todo um setor que viu suas atividades interrompidas e canceladas sem previsão de retorno.

SOBRE ELLEN DE PAULA (CONVIDADA):

Ellen de Paula é Mestra em Artes Cênicas pela Universidade Federal da Bahia. Idealizadora, Diretora Artística e Curadora do "Dona Ruth: Festival de Teatro Negro de São Paulo". Produtora do espetáculo "Buraquinhos ou O Vento é Inimigo do Picumã". Atriz integrante do Coletivo Cultural Sankofa e atriz colaboradora do "Núcleo Negro de Pesquisa e Criação". Professora de Teatro e Educadora,  media processos formativos com crianças, jovens, adultos e professores. Entre seus temas de pesquisa, tem se dedicado ao estudo sobre políticas públicas para as juventudes.

SOBRE GIL MARÇAL (CONVIDADO): 

Gil Marçal é Gestor e Produtor Cultural com experiência em Programas e Políticas públicas de Cidadania Cultural. Coordenou o Programa VAI e Implantou a área de Cidadania Cultural da Secretaria Municipal de Cultura de  SP. Foi Representante do Ministério da Cultura em São Paulo, Diretor de Artes na Cidade de Osasco, Coordenou o Centro de Cidadania LGBTQI Luiz Carlos Ruas (Consolação), foi Gerente de Programas Educacionais do Instituto Criar de TV, Cinema e Novas Mídias e hoje atua na Elaboração de Políticas e Projetos Culturais.

SOBRE PAULO REIS (MEDIADOR):

Mestre em Ciências Humanas e Sociais pela UFABC, bacharel e licenciado em Ciências Sociais pela UNIFESP. Tem experiência com participação e militância em campanhas eleitorais (2012 e 2014) e novas práticas de ensino e aprendizagem. Foi Monitor no Projeto “Ciências Sociais entre 2010 e 2011, na Unifesp, Linguagens e Tecnologias de Comunicação”, onde ajudou no desenvolvimento e sistematização de conteúdos e processos educativos relacionados ao ensino de Ciências Sociais por meio de tecnologias de informação e comunicação (TIC's). Atualmente é Instrutor do Programa Cooperjovem do Departamento de Promoção Social no Sescoop/SP e Educador Social no Projeto 1ª CENA dentro do Coletivo Usina dos Atos.

 

Pesquise sobre o assunto desejado no Portal Usina dos Atos!