Usina dos Atos lançará Biblioteca Digital voltada à produção periférica

Por Vanessa Maia
29.10.2020

Em 17 de novembro, às 19h30, o Coletivo Usina dos Atos realizará um evento online para lançar o projeto Biblioteca Digital, ação que compõe o programa Clube de Atividades. Trata-se de um espaço digital democrático que têm como pilar, em sua curadoria, dar visibilidade a conteúdos produzidos nas e pelas periferias. O objetivo, neste primeiro momento, é garantir visibilidade a todos que queiram ocupar este espaço virtual com seus trabalhos e criações. Em paralelo e gradualmente, o coletivo pretende fazer da Biblioteca Digital um espaço de economia solidária onde seja possível, aos poucos, remunerar autores (as) e artistas por suas produções nas bordas da cidade, criando um sistema de reconhecimento e retorno financeiro. 

O coletivo pretende ainda, realizar campanhas e ações de incentivo nas redes sociais, articular parcerias com Escolas, espaços culturais, bibliotecas públicas, cursinhos populares e coletividades, para tornar a plataforma conhecida, seja para que autores, artistas e produtores periféricos conheçam e ocupem este espaço digital ou mesmo para ampliar o acesso ao acervo por parte do público em geral.

Para além do objetivo principal de fomentar e dar visibilidade à produção periférica, a Biblioteca Digital trará ainda em seu acervo, obras, literaturas, programas, materiais e textos acadêmicos que dialoguem com as problemáticas sociais do Brasil, através de diferentes formatos:  livros, podcasts e audiolivros. A Biblioteca Digital terá ainda, por seu acervo diverso – do clássico  ao atual - um papel fundamental para estudantes de cursinhos populares, escolas públicas e até pesquisadores em geral, seja para acessar uma obra de vestibular, para a construção de um trabalho acadêmico e até para produção de um trabalho artístico no teatro, no audiovisual ou em outra área artística, que demande uma pesquisa teórica sobre temas específicos. 

Todo o cuidado e critério com o tipo de acervo da Biblioteca Digital, traz consigo o desejo do coletivo Usina dos Atos de criar identificação entre o público e as temáticas do acervo, entre o público e o autor (a) ou artista criador, procurando aproximar as vivências em determinados territórios ou questões sociais que compartilham. Essa identificação pode ter um papel fundamental no incentivo ao hábito da leitura, além de fomentar a escrita e a produção cultural, especialmente entre os jovens. 

 

ACESSO À PLATAFORMA

O usuário terá acesso livre, GRATUITO e poderá personalizar seu perfil de acordo com suas preferências. Para acessar a plataforma, o usuário precisará ter acesso à internet – sobre isto, o coletivo Usina dos Atos, compreende que a internet ainda não chegou para todos e todas, especialmente nas periferias da nossa cidade e sabe que este ainda é um grande desafio. No entanto, entende que é importante criar espaços democráticos, gratuitos, físicos ou virtuais, voltados para as quebradas e gradualmente diminuir as distâncias e barreiras existentes entre o centro e a periferia, entre a falta de acesso/infraestrutura e a oportunidade/direito ao conhecimento e ao saber.

 

EVENTO DE LANÇAMENTO 

O evento de lançamento da Biblioteca Digital será online, via canal do Coletivo Usina dos Atos no youtube, (youtube.com/usinadosatos) em 17/11, às 19h30. A programação contará com a participação de convidados muito especiais, com forte representatividade nas periferias de São Paulo e algumas intervenções artísticas de coletivos da quebrada. Confira a programação:

 

Apresentação da Biblioteca Digital:

 

Intervenção Artística - Periferia Esperança

 

Bate-Papo: Democratização do Saber – o hábito da leitura nas periferias:

 

Mediador: Paulo Reis 

 

Intervenção Artística - Juventude e Periferia

 

Lançamento oficial da plataforma (Como acessar?)

  • Vanessa Garcia (Coletivo Usina dos Atos)

 

 

OUTRAS AÇÕES DA BIBLIOTECA DIGITAL

Além do evento de lançamento, a Biblioteca Digital promoverá mais duas rodas de conversa nas semanas subsequentes, fique ligado em nossas redes:

  • 26/11 – Roda de Conversa: Feiras Literárias na Periferia de São Paulo
  • 03/11 – Roda de Conversa: Produção de Quadrinhos, HQs e Gibis na Periferia de São Paulo

 

O projeto está financiado pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa e do Proac Expresso, até dezembro de 2020. Após este período, o Coletivo pretende buscar parcerias e outras fontes de recurso para a manutenção da Biblioteca Digital

 

SOBRE O PROGRAMA CLUBE DE ATIVIDADES

O Programa Clube de Atividades visa ser um espaço de encontro, multiplicação de saberes, de reconhecimento das memórias e potencialidades do território, além de fomentar iniciativas independentes em prol de uma sociedade mais justa e solidária.

Pilares: 

Economia Solidária: Trabalho, renda e consumo sob uma nova perspectiva. Autogestão, troca e cooperativismo como palavras chaves.

Desenvolvimento Sustentável: Garantia de direitos básicos, educação, segurança, alimentação consciente, saúde preventiva, sensibilização quanto aos impactos que causamos no meio ambiente e ações para redução das desigualdades.

Memória: Identidade do território, valorização dos aspectos simbólicos, formação e importância histórica para reconhecimento dos grupos e indivíduos que compõem a comunidade.

Difusão Cultural: Identificação de grupos e ideias que possam cumprir um papel social transformador para fomento no território e estimulo a Produção Cultural Periférica.

Redes de Cooperação: Aproximação, engajamento e fortalecimento dos diferentes agentes/Instituições de uma mesma Comunidade (Escolas, ONGs, Coletivos, entre outros) em prol do desenvolvimento local.

 

SOBRE O USINA DOS ATOS

O COLETIVO USINA DOS ATOS nasce em 2009 com o proposito de desenvolver projetos nas áreas da Cultura, Educação e Direitos Humanos. Neste sentido, considera essencial a formação do pensamento crítico e, sobretudo, a manifestação do ser humano enquanto agente de transformação. Ao pensar em uma sociedade justa e propositiva, visualiza diferentes movimentos sociais, espaços da cidade e Instituições atuando de forma cooperada, formulando políticas públicas e contribuindo para o desenvolvimento sustentável. Tem como princípio desenvolver ações que valorizam a natureza de cada pessoa, que provoquem o autoconhecimento e estimulem o olhar para o futuro, em prol de seus projetos de vida, mas sem perder de vista seu papel político e social no coletivo.

 


Vanessa Maia

Por Vanessa Maia

Bacharel em Ciências Sociais com mais de 10 anos de experiência em comunicação institucional, curadoria e produção de conteúdo e gerenciamento de marca.

Pesquise sobre o assunto desejado no Portal Usina dos Atos!